This is Photoshop's version of Lorem Ipsn gravida nibh vel velit auctor aliquet.Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auci elit consequat ipsutis sem nibh id elit. quis bibendum auci elit.
+ 01145928421 SUPPORT@ELATED-THEMES.COM

bio

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium
doloremque laudantium, totam rem aperiam.

Vivenciei a arte ainda criança observando as mulheres indígenas da minha família a construir artefatos e utensílios que seriam usados no cotidiano, a minha primeira impressão de pintura foi a corporal extraídas do crajirú. Entre rituais e tradições formei a minha identidade através da arte e cultura indígena do meu Povo. Ainda criança, foi no Rio Negro, interior do Amazonas que iniciei meus estudos e tive contato com modelos formais de arte, me destacando e ganhando prêmios na região como desenhista. O comprometimento com a questão indígena foi a minha ferramenta de trabalho e laboratório de estudos. Passei a vida criando e agora já adulto, vivendo na cidade do Rio de Janeiro, pude buscar referências na academia para compor a minha obra repleta de sagrado e conceito cultural do universo indígena muito desconhecido. Faço do meu trabalho uma ponte que leva e traduz o patrimônio imaterial da História do Brasil, revelando sutilezas na simbologia de indígenas que resistiram e ressurgem em um contexto globalizado e culturalmente dinâmico.

Sendo artista por determinação cultural, meu trabalho possui características únicas e cheias de simbologia e significados sejam elas de caráter pessoal ou sagrado. A valorização da cultura indígena é umas das características mais marcantes. Minha arte possuí tradição, me foi ensinado e passado de geração em geração até chegar a mim. Com muitas cores, detalhes e grafismos, faço do meu trabalho algo que dá sentido à minha identidade e permanência no mundo. É uma forma de resistência e luta que me motiva e esclarece. A minha maior motivação é mostrar a sociedade, novas formas de significado para a arte, que é construída na ancestralidade indígena e que dão significados ao mundo através da beleza. É enunciar de dentro conceitos que foram estereotipados por uma sociedade que buscou compreender o indígena, mas nunca o deixou falar por si próprio. Ao mesmo tempo a necessidade de uma antropofagia própria da cultura que vivo agora na cidade me faz buscar a deglutição do pop e urbano que me rodeia.

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

2018
Exposição “Terra Brasilis: o agro não é pop!” – Galeria de Arte UFF – Niterói – RJ
2016
Exposição de Antonio Callado / Quarup – Uma Homenagem à preservação da memória e da cultura dos povos indígenas – Galeria Estação Leitura – Arte e Literatura – Rio de Janeiro – RJ
2011
Exposição “De outras bandas” – Centro Universitário Plinio Leite. Niterói – RJ

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

2018
Artista Convidado – 14º Salão Nacional de Artes de Itajaí. Pintura nos muros do Museu Etno Arqueológico de Itajaí, com temática indígena (Serpente Univerno – Sucurijú 49,50m x 1,80m / Onça Ywareté 5m x 1,80m/Jacaré Yakaré 4,70m x 1,20m).
Artista convidado – Exposição Descolonizarte em parceria com o Atelier Fabiano Fernandes na Fábrica Bhering. – Rio de Janeiro – RJ

2017
Artista convidado – Exposição Dja Guata Porã, o Rio de Janeiro Indígena. Museu de Arte do Rio – RJ
7ª Mostra 3M de Arte Digital. Filme “TÉ MAIRAMÉ” selecionado para a Mostra a ser exibido no Container Art. Largo da Batata, Pinheiros, São Paulo – SP.
Artista convidado – Exposição Turismo Exótico Espiritual. Galeria Saracura. Rio de Janeiro – RJ
1ª Bienal Arte Print Brasil – Exposição de artes visuais denominada “BIENAL ARTE PRINT BRASIL”. Galeria da sede Incubadora de Artistas. Atibaia – SP
Bison Caravan Brasil – Exposição Festival Bison Caravan Brasil – Despina | Largo das Artes – Rio de Janeiro – RJ

2016
Paisagens Culturais – Intervenções no Estado do Rio de Janeiro. Exposição de fotografias retratando paisagens do Bairro Ingá em Niterói, RJ. Museu do Ingá – Niterói, RJ

2015
Pintura em escultura – Memórias do Boto, organizada pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EBA-UFRJ) feita em conjunto com o Parque Tecnológico. Rio de Janeiro – RJ

2014
Ilustrações Que sardinha és tú?- Na fundação Milenium. Porto – Portugal

2012
Pintura em Tela – Escola Viver Arte. Niterói – RJ

PERFORMANCE INDIVIDUAL

2018

Pintura – Pajé onça no muro da residência dos estudantes da Unicamp. (Tamanho: 1,5m x 1,0m). Campinas – SP.

Sessão de videoarte indígena: O TEMPO DAS HUACAS – Um projeto colaborativo de Filipa Cordeiro e Rui Mourão que engloba um screening de vídeo de cinco artistas sul-americanos que reivindicam a sua identidade enquanto indígenas. A partir de distintas geografias e culturas, ações performativas e momentos de partilha dão voz aos seus posicionamentos. Realizado na Galeria de Arte Wozen. Lisboa, Portugal.

Pintura – Parede do Armazém Cultural das artes no Rio de Janeiro, com temática indígena (Onça Ywareté 4m x 1,50m). – Rio de Janeiro – RJ

2015
Ilustrações – Espaço do ilustrador da Petrobrás na Feira Nacional do Livro Infanto Juvenil – Centro de convenções Sulamérica – Rio de Janeiro– RJ

2014
Ilustrações – Espaço do ilustrador da Petrobrás na Feira Nacional do Livro Infanto Juvenil – Centro de convenções Sulamérica – Rio de Janeiro – RJ

PUBLICAÇÕES

2018
Ilustrações para o livro da Ophan sobre os povos indígenas do Rio Juruena.

2016
Capa de Livro – Capa do livro I Jogos Mundiais Indígenas – Celebração e encontros de culturas do professor Antônio Cláudio Moreira Costa.
Capa de Livro – Capa do livro O Problema é ter Medo do Medo – Editora Revan – Ana Helena Tavares.
Capa de livro e Diagramação – Astrolábios – Poemas para os Astros do Publicitário e Astrólogo Sebastião Martins.
2014
Capa de Livro – Ilustrações do livro “WaímũrãKi´tiakã” – As Histórias dos Animais – Editora do Governo do Amazonas – Secretaria de Cultura.
2013
Capa de Livro – Capa do livro Indígenas do Brasil Entre a resistência e a permanência pela Editora Nova Fronteira.
Ilustrações – Escritos Indígenas – Uma Antologia. Editora Cintra.

PREMIAÇÕES

Ilustração Que sardinha és tú?- Na fundação Milenium. Porto – Portugal

SÉRIE DE TV

2017/2018
Índio Presente – Ilustrações para a Série da produtora Cambará, composta por 13 episódios para ser veiculado nas TVs públicas do Brasil, incluindo TV Brasil, Brasil Escola, TV Cultura, etc.

2015
Ilustração do “Mapinguari” para a série de TV documental do canal Animal Planet “Finding Bigfoot” (Encontrando Pé Grande) | Temporada 7 – Episódio 1 | Título: Amazon Squatchin.

Programas de TV

2017
Programa “Sem Censura” da TV Brasil – EBC – Participação no programa para debater sobre o tema “Marketing digital em uma sociedade hiperconectada”.

PALESTRAS, OFICINAS E CURSOS

2018
UERJ – Simpósio: “ O Colecionismo entre as Américas e o Mundo Globalizado: perspectivas de estudo”, do Congresso Internacional NUCLEAS, UERJ. Com o tema Musealização de corpos ameríndios: um caso de estudo de representações de contrapoder ético e estético. Agosto. Rio de Janeiro – RJ.
FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado) – Palestra realizada na Faculdade de Artes Plásticas para o curso de pós-graduação em Estudos e Práticas Curatoriais. Agosto. São Paulo – SP.
Unicamp – Palestrante na XI Semana de Geografia da Unicamp com o tema “Mídia, informação e território na América Latina. Instituto de Geociências – Unicamp. Agosto. Campinas – SP.
CCBB/RJ – Curso Transversalidades para professores e educadores, abordando temas transversais aos campos da educação e da arte, conectando as questões presentes nas exposições, às urgências e reflexões cotidianas. O tema principal são as práticas artísticas e sociais, a memoria, a produção de subjetividades, de territórios e patrimônios. Junho. Rio de Janeiro – RJ.
Armazém Cultural das Artes / RJ – Aula prática e rodas de conversa sobre o tema “Nossas memórias, artes, lutas e transformações” do projeto Metamorfoses da Caixa Preta. Junho. Rio de Janeiro – RJ.
Casa de Cultura Dide Bandrão / SC – Palestra de abertura no 14º Salão Nacional de Artes de Itajaí. Maio. Itajaí – SC
UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/Campus Cachoeira (Auditório do CAHL) – Evento Racismo e Anti-racismo no Brasil: o caso dos povos indígenas. Roda de conversa com o tema “O que vimos e ouvimos”. Maio. Cachoeira – BA.
IPHAN – Evento Racismo e Anti-racismo no Brasil: o caso dos povos indígenas. Roda de conversa com o tema “Visões de Mundo e Espiritualidade”. Maio. Cachoeira – BA.
Casa de Hansen Bahia – Evento Racismo e Anti-racismo no Brasil: o caso dos povos indígenas. Oficina com o tema “Revelando o racismo através da arte”. Maio. São Felix – BA.
UFBA (Campus de Ondina – Evento Racismo e Anti-racismo no Brasil: o caso dos povos indígenas. Palestrante na mesa com o tema “Literatura e visualidades indígenas”. Maio. Salvador – BA.
Casa Yandê /Éden – Oficina de grafismo indígena e linguagens gráficas. Abril. Rio de Janeiro – RJ.
Projeto Arte na Rua (SMC/FAN) – Oficina de música e artes visuais indígena para crianças. Abril. Horto de Itaipu – Niterói – RJ.
FRONT – Mostra Corpos da Terra. Palestra com o tema “Os Caminhos da arte.” Abril. Rio de Janeiro. RJ
Centro de Artes UFF – Conversa de Galeria sobre a exposição “Terra Brasilis: o agro não é pop!” Abril. Niterói – RJ
IFCS/UFRJ – Palestra sobre Design e Militância Política. Abril. Rio de Janeiro – RJ
SESC Pinheiros / SP. Oficinas e atividades culturais como cantos e danças com temática indígena para as crianças. Março. São Paulo – SP.
SESC Pinheiros / SP. Palestrante no evento Diversidade Cultural com o tema
“ÍNDIOS NA REDE” no Espaço de Tecnologia e Artes. Fevereiro. São Paulo – SP.
Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI) /UERJ – Roda de conversa ministrado no Laboratório de Design e Antropologia da ESDI, pelo projeto
Correspondências com o temática indígena. Fevereiro. Rio de Janeiro – RJ
SESC Pinheiros / SP. Palestrante no evento “ARTE, ATIVISMO, MILIT NCIA: COLETIVOS E PROPOSTAS ALTERNATIVAS”. Parte da Exposição Diálogos e Transgressões, no Sesc Santo Amaro. Janeiro. São Paulo – SP.

2017
Goethe-Institut São Paulo. Palestrante no “Encontro sobre a produção cultural indígena e o sistema da arte: aproximações e tensões”. Dezembro. São Paulo – SP.
Casa Fiat de Cultura. Palestrante na “JORNADA INTERNACIONAL DE ARTE INDÍGENA”. Desdobramento da exposição “O TEMPO DOS SONHOS: ARTE ABORÍGENE CONTEMPOR NEA DA AUSTRÁLIA”. Novembro. Belo Horizonte – MG.
Laboratório Nacional de Computação Científica. Oficina e bate-papo sobre “Grafismo, Arte e Matemática sob o olhar indígena” durante a XIV Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2017. Novembro. Petrópolis – RJ
Festival ColaborAmerica 2017. Palestrante com o tema “Inovar e Regenerar – Negócios e Arte Indígena”. Novembro. Rio de Janeiro – RJ
Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”- UNESP. Palestrante no 7º Encontro Internacional de Grupos de Pesquisa: Convergências entre Arte, Ciência e Tecnologia & Realidades Mistas – 2017 – Excessos e Escassez. Outubro. São Paulo – SP.
Universidade Federal de Uberlândia. Palestrante no evento “Territórios Indígenas no Brasil: Ameaças, Conflitos e Resistência”, sobre Arte e Ativismo Web. Outubro. Uberlândia – MG
Escola da Cidade. Oficina de Arte e Grafismos Indígenas para alunos da escola. Outubro. Uberlândia – MG
Universidade Federal de Uberlândia Campus Pontal – Ituiutaba. Palestrante no evento “II Encontro em Diálogos: Olhares sobre os Povos Indígenas”, sobre Arte, Comunicação e Ativismo Web. Outubro. Ituiutaba – MG
Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas – ANPAP. Conferencista com a palestra “Entre artistas e pajés: arte contemporânea indígena e a relação entre o artista e a sociedade não-indígena” no 26º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas, realizado no Campus I da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Setembro. Campinas – SP
Universidade Federal do Rio de Janeiro – Participante na mesa de debates com o tema “Territórios em Conflito” no Auditório do Núcleo de Estudos de Políticas Públicas em Direitos Humanos (NEPP-DH/UFRJ), Campus Universitário da Praia Vermelha. Setembro. Rio de Janeiro – RJ.
Museu de Arte do Rio – Palestrante no Museu de Arte do Rio para o Projeto Universidade das Quebradas (UQ) – — curso de extensão da UFRJ coordenado pelas Profa. Numa Ciro e Heloísa Buarque de Hollanda com o tema “Práticas artísticas: indígenas e não indígenas”. Setembro. Rio de Janeiro – RJ.
Centro Cultural Correios Niterói – Palestrante na 11ª Mostra Cinema e Direitos Humanos produzidos pelo Instituto Cultura Em Movimento/ICEM e o Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD). Agosto. Niterói – RJ
XVII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros – Palestra sobre “A Música Indígena na Contemporaneidade” na XI Aldeia Multiétnica. Julho. Vila de São Jorge, Alto Paraíso de Goiás – GO
Museu de Arte do Rio – Palestrante no Museu de Arte do Rio com o tema “Migração de indígenas para os centros urbanos”. Junho. Rio de Janeiro – RJ.
Universidade Estácio de Sá (Recreio) – Convidado pela Coordenadora do curso de Pedagogia da Universidade Estácio de Sá, Mari’Angela Monjardim Barbosa a dialogar sobre a cultura indígena aos alunos do curso Pedagogia pela disciplina de História da Educação no Brasil. Maio. Rio de Janeiro – RJ.
Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC/GO) – Palestrante na Semana dos Povos Indígenas do IGPA/PUC Goiás, conjuntamente com a Jornada da Cidadania, no Campus II da PUC Goiás com o tema biodiversidade, culturas e tecnologias como resistências contemporâneas. Maio. Goiânia-GO.
Sala Municipal Baden Powell – Convidado no I FÓRUM OUTRAS DIN MICAS AUDIOVISUAIS com o tema “Território e Mídia”. Março. Rio de Janeiro – RJ.

2016
Faculdade de Letras da UFRJ – Palestrante no evento “O Brasil de todas as Línguas II”. Ilha do Fundão. Dezembro. Rio de Janeiro – RJ
SESC Pinheiros / SP – Palestrante no evento Ciclo de Resistências Contemporâneas com o tema “Território e Territorialidade”. Novembro. São Paulo – SP.
X Festival UFRJMar – Oficina de Etnomídia para as crianças Guarani, gerenciado pelo Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social – NIDES/CT/UFRJ. Novembro. Ilha do Araújo – Paraty -RJ
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Palestrante na primeira edição do Festival UFRJ Maré. Promovido pelo Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social (NIDES), unidade do Centro de Tecnologia da UFRJ. Novembro. Hangar UFRJ – Rio de Janeiro – RJ
Teatro Vila Velha – Encontro de Culturas Bahia – Reunião sobre soluções e propostas para o Fórum Nacional de Cultura. Maio. Salvador – BA
Faculdade de Letras da UFRJ – Palestrante no evento “O Brasil de todas as Línguas”. Ilha do Fundão. Abril. Rio de Janeiro – RJ
XVI Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros – Palestra sobre “Comunicação, saberes tradicionais e novas linguagens” na X Aldeia Multiétnica. Julho. Vila de São Jorge, Alto Paraíso de Goiás – GO
SESC/RJ – Palestra sobre “Comunicação digital, etnomídia e questões indígenas”. Fevereiro. Rio de Janeiro – RJ

2015
Centro de Pesquisa e Formação – Sesc em São Paulo – Palestrante no evento Vozes da Ancestralidade com o tema “Literatura indígena – A Imagem e a Escrita”. Novembro. São Paulo – SP
Instituto Francisca Paula de Jesus – Palestra para crianças do Ensino Fundamental sobre sociedade e cultura dos povos indígenas do Brasil. Novembro. Rio de Janeiro – RJ
Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) – Mediador e palestrante na Terceira Feira do Livro Indígena de Mato Grosso (FLIMT) sobre o tema “A ilustração e a palavra na literatura indígena”. Outubro. Cuiabá – MT
Parque Lage – Palestrante no “DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS”, organizado pela Associação Indígena Aldeia Maracanã em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura do Rio e EAV com o apoio da FUNARTE com debates e entrevistas sobre a situação atual no Brasil das comunidades indígenas e violações de direitos indígenas. Agosto. Rio de Janeiro – RJ